O oftalmologista, popularmente conhecido como oculista. É o médico especializado em avaliar e tratar as doenças relacionadas à visão, e que envolvem olhos e seus anexos, como canal lacrimal e pálpebras. Algumas das doenças mais tratadas por este especialista são miopia, astigmatismo, hipermetropia, estrabismo, catarata ou glaucoma, por exemplo.

O oftalmologista realiza consultas. Elas podem ser particulares ou pelo SUS. Bem como o exame oftalmológico, testes de visão, além de poderem ser orientados exames mais específicos e uso de óculos e medicamentos para tratar a visão.  O ideal é que seja feita uma visita anual para avaliação da saúde ocular.

Quando ir ao oftalmologista

O oftalmologista deve ser procurado sempre que houver qualquer alteração na capacidade visual ou sintomas nos olhos. Entretanto, mesmo sem sintomas, é necessário um acompanhamento regular, para detecção e tratamento precoces de alterações que costumam surgir na visão ao longo da vida.

1. Crianças

O primeiro teste da visão é o teste do olhinho, que pode ser feito pelo pediatra para detectar precocemente doenças de visão no bebê, como catarata congênita, tumor, glaucoma ou estrabismo. Se forem detectadas alterações, é necessário iniciar o acompanhamento oftalmológico.

Entretanto, caso não haja alterações no teste do olhinho, a primeira visita ao oftalmologista deve ser realizada entre os três e quatro anos de idade. Nesse momento é possível examinar melhor e que a criança pode expressar melhor as dificuldades visuais.

A partir de então, mesmo que não sejam detectadas alterações ao exame oftalmológico, as consultas podem ser feitas em intervalos de 1 a 2 anos, para acompanhar o desenvolvimento visual da criança, e o surgimento de alterações como miopia, astigmatismo e hipermetropia, por exemplo, que podem atrapalhar o aprendizado e o desempenho na escola.

2. Oftalmologista na adolescência

Nesta fase o sistema visual se desenvolve rapidamente, e podem surgir alterações como miopia e ceratocone. Por isso, são necessários exames regulares da visão, cerca de 1 vez por ano, ou sempre que houver alterações visuais ou dificuldade de alcançar as aulas na escola, devido a sintomas como cansaço visual, visão embaçada, dores de cabeça.

Além disso, neste período é comum o uso de maquiagens e lentes de contato, que podem causar alergias oculares, ou o contato com agentes infecciosos, que podem causar conjuntivites e terçol.

Também é comum que os adolescentes estejam muito expostos tanto à radiação UV do sol, sem a proteção correta com óculos escuros de qualidade, quanto à tela do computador e tablet, o que poder ser prejudicial á visão. 

3. Adultos

A partir dos 20 anos em diante podem começar a surgir doenças que comprometem a retina, que podem acontecer por problemas circulatórios ou degenerativos, principalmente se houver hábitos pouco saudáveis. Como o tabagismo e tratamento irregular de doenças como diabetes e pressão alta.

Assim, caso surjam sintomas como visão turva, perda da visão central ou localizada em outra região. Além de dificuldade para enxergar à noite. É de suma importância procurar atendimento com o oftalmologista para avaliações específicas.

Na idade adulta também é possível fazer algumas cirurgias estéticas ou refrativas, como a LASIK ou PRK. Essas cirurgias ajudam a corrigir alterações visuais e diminuir a necessidade dos óculos de grau.

Além disso, após os 40 anos, é importante manter a visita ao oftalmologista anualmente, já que neste período podem surgir outras alterações devido ao o avançar da idade, como presbiopia, conhecida como vista cansada e o glaucoma. Confira qual o risco de desenvolver glaucoma e como identificar logo.

4. Idosos

Após os 50 anos, e, principalmente, após os 60 anos. É possível que piorem as dificuldades para enxergar e podem surgir alterações degenerativas dos olhos, como catarata e degeneração macular. Contudo devem ser tratadas corretamente para evitar a cegueira. 

Assim, é importante manter a consulta anual ao oftalmologista, para que estas doenças sejam detectadas o quanto antes, permitindo um tratamento eficaz. Além disso, é importante que a visão esteja bem corrigida nos idosos. Pois, alterações, mesmo que pequenas, podem levar a sensação de desequilíbrio e risco de quedas.

Oftalmologista

Exame oftalmológico

O exame oftalmológico é um teste que serve para avaliar os olhos, pálpebras e canais lacrimais de forma a investigar doenças oculares. O glaucoma ou catarata, por exemplo.

Geralmente, no exame oftalmológico é feito o teste de acuidade visual. Porém, outros exames mais específicos podem ser feitos. Como avaliação dos movimentos oculares ou da pressão ocular.  Também pode inclui o uso de máquinas ou instrumentos específicos. Porém não causam dor e não é exigido qualquer preparo antes da execução do exame.

Quando fazer o exame oftalmológico

O exame oftalmológico varia acordo com a idade da pessoa e a presença ou ausência de problemas de visão. Sendo que as pessoas que têm problemas de visão devem consultar o oftalmologista pelo menos uma vez por ano. No entanto em caso de alguma alteração na visão. Como dor no olho ou visão turva, por exemplo, deve procurar consultar o oftalmologista logo que possível.

No entanto, todas as pessoas devem fazer exames de rotina à vista e devem ir ao médico:

  • Ao nascer: deve fazer o teste do olhinho na maternidade ou em consultório oftalmológico
  • Aos 5 anos: antes de entrarem para escola é essencial fazer o exame para diagnosticar problemas de visão. Como miopia, que podem dificultar o processo de aprendizagem. Desta forma deve-se repetir o exame anualmente durante esse período;
  • Entre os 20 e os 40 anos: deve-se procurar ir ao oftalmologista pelo menos duas vez durante esse tempo;
  • Entre os 40 e 65 anos: deve-se avaliar a vista a cada 1-2 anos. Pois a vista tem maior chance de se cansar;
  • Depois de 65 anos: é importante avaliar os olhos a cada ano.

Além disso, o médico pode recomendar exames mais frequentes e mais específicos. Caso a pessoa tenha diabetes, pressão arterial elevada, glaucoma ou tenha um trabalho visualmente exigente, como trabalhar com peças pequenas ou no computador.

Portanto nunca deixe de consultar seu oftalmologista. Agora você pode encontrar este profissional e agendar pela Savme. Agende Agora mesmo.

Agende sua consulta aqui!